Bem-vindo à central de ajuda do Contábil

Configurando



Conforme o MCASP, o “Plano de contas é a estrutura básica da escrituração contábil, formada por uma relação padronizada de contas contábeis, que permite o registro contábil dos atos e fatos praticados pela entidade de maneira padronizada e sistematizada, bem como a elaboração de relatórios gerenciais e demonstrações contábeis de acordo com as necessidades de informações dos usuários”.

É de responsabilidade da Secretaria do Tesouro Nacional – STN, realizar, anualmente, os devidos ajustes e alterações e publicá-lo na internet para que possa ser utilizado no exercício seguinte.

Assim, a funcionalidade Plano de contas surge e objetiva atender a padronização ditada pela STN, bem como, às configurações adotadas pela entidade.

Para acessá-la utilize o menu Configurando > Escrituração > Plano de contas e realize primeiramente a criação da configuração e após, o cadastramento das respectivas contas.


O sistema possibilitada que o mesmo Plano de Contas seja utilizado por mais de uma entidade e em exercícios diferentes, mas não permite que você utilize ou vincule, para um exercício, mais de um Plano de Contas.

Outro detalhe é que se você já colocou em uso um configuração e movimentações financeiras ou orçamentárias foram realizadas, não será possível trocar ou excluir o Plano de Contas. Para isso, será necessário que todas as movimentações sejam excluídas previamente à alteração.

Como já citado, primeiramente você deverá criar um configuração conforme o PCASP e detalhamentos utilizados pela entidade. Para isso clique em CRIAR CONFIGURAÇÃO, insira a Descrição desejada e após inicie a inserção dos níveis por meio do botão + NÍVEL.

Por meio deste botão,você cadastra as contas contábeis sintéticas e analíticas, e logo, são solicitadas as informações como Máscara, Tipo, Vigência, Descrição e Função.

Além do cadastro, algumas ações como editar, excluir e desdobrar uma conta do tipo Sintética, são possibilitadas no ambiente Plano de contas.

É importante destacar que não é permitido excluir uma conta de sintética quando na existência de uma analítica, bem como não é possível editar a máscara da conta contábil quando esta já possuir um desdobramento definido. No exemplo a seguir, não é possível alterar a conta de nível 00 para 01, pois já existe nível superior.

  • 1.1.1.1.1.00.00  – Sintética de nível 5   
  • 1.1.1.1.1.00.01  – Analítica de nível 7 

Também não é possível excluir uma conta quando esta já possuir vínculo com registros contábeis, assim como não é possível alterar sua máscara quando já estiver escriturada.

Os recursos disponíveis de pesquisa permitem que você busque os registros pela Descrição da conta ou função, bem como, pela Máscara. Quando digitado os números com ou sem os separadores, o sistema buscará da esquerda para a direita e retornará todas as contas que possuírem as características informadas.

A funcionalidade apresenta um ambiente que demonstra e possibilita realizar as configuração de eventos contábeis para atender a escrituração contábil de documentos.

Com acesso por meio do menu Configurando > Escrituração, o ambiente demonstra as configurações para escrituração das movimentações patrimoniais, financeiras, orçamentárias e controles, além de possibilitar que você crie ou altere uma configuração para atender especificamente uma necessidade, bem como, efetue exclusões.


É importante destacar que você não precisa cadastrar todos os eventos contábeis manualmente. Quando sua entidade inicia o uso do sistema Contábil, esses eventos já são disponibilizados durante o processo de implantação ou migração. Você criará ou alterará apenas configurações que não estão contempladas nas já disponíveis, processo este, que veremos agora.

Mas cuidado! Você deve dispender atenção maior para a alteração dos eventos contábeis já cadastrados. Saiba que eles já possuem uma configuração realizada que escritura fielmente um documento, então quando você decidir alterá-la certifique-se que o processo está correto ou solicite ao profissional técnico que auxilie na customização.

Novamente é importante ressaltar que os eventos contábeis poderão ser criados somente quando os já existentes não suprirem a necessidade de escrituração mensurada. Quando isso ocorrer, clique no botão + EVENTO e inicie o preenchimento dos seguintes campos:

Como pode ver os campos Número e Vigência já são sugeridos pelo sistema e no Título você informa uma descrição que identifique melhor a finalidade da escrituração deste evento. Além disso, tem-se:

Neste campo você deve selecionar qual o documento ou subdocumento que será escriturado pelo sistema. Por exemplo, com relação ao PPA, podemos citar que o documento é Receita PPA e um dos seus subdocumentos é Receita PPA: Meta financeira.

Uma dica para identificar os subdocumentos, eles nada mais são que os campos pertencentes aos cadastros (documentos). Veja as imagens:

Neste campo você possui três opções, para tanto, não é possível indicar as abrangências Documento principal e de estorno ou Somente documento de estorno para um evento que não realiza tal movimentação de estorno, por exemplo, Bloqueio e Desbloqueio orçamentário.

Já o documento Empenho tem sua Abrangência do tipo Documento principal e de estorno, pois são realizadas as movimentações de anulações.

Assim como no item anterior, você também possui três opções de seleção para a Aplicabilidade do evento contábil:

  • Obrigatório – como o próprio nome diz, realiza a escrituração de um documento que obrigatoriamente deve ser contabilizado em determinado roteiro contábil, não permitindo a exclusão desse evento ao editar a sua escrituração.
  • Sugestão – realiza o preenchimento da conta contábil conforme o roteiro no cadastro do evento, mas permite que esse evento seja excluído da escrituração.
  • Manual – deve ser utilizada para evento que possui o documento Lançamento contábil, o qual permitirá que você informe livremente a conta contábil e demais itens na escrituração, como os contas correntes e seus componentes.

Este campo tem a função de dar assistência e armazenar a construção das condições do evento contábil para ser aplicado na escrituração do documento. Como já constam previamente disponíveis, basta que você selecione conforme o tipo do documento que será escriturado. 


É possível alterar a Condição selecionada por meio do botão Editar ao lado e moldá-la conforme as possíveis peculiaridades da entidade. Mas como elas são construídas por meio da linguagem BFC-Script, as alterações devem ser realizadas por profissionais técnicos que compreendam essa construção. 😉

Logo, a Condição permanece vinculada ao próprio evento contábil e é importante salientar que são utilizadas somente quando o evento possuir o Documento diferente de Lançamento contábil (Aplicabilidade Manual).

Assim, podemos dizer que a condição auxiliará, no ambiente Escriturações de documentos, a contabilização automática conforme as características informadas nos scripts.

Também de uso do profissional técnico e conforme já citado no item anterior, este assistente permite a construção e armazenamento de Históricos e Históricos de estorno

Com relação a elaboração, os históricos também são construídos por meio de scripts que formulam e possibilitam que sejam vinculados a um ou mais eventos.

No Roteiro contábil são informadas as Contas contábeis sintéticas ou analíticas para a devida escrituração, seu Tipo e, se desejado, o Par.

Quando a conta contábil informada é Sintética, você deverá realizar o Desdobramento para que o sistema consiga identificar ou criar por meio de critérios (condições) ou mesmo, por meio de scripts, a conta Analítica para a devida contabilização. Para essa identificação da conta analítica, o mapeamento também pode se utilizar do cadastro de Equivalências.

Na imagem acima consta uma conta Sintética informada, logo o Desdobramento terá a seguinte condição:

Mas o que é o desdobramento de contas?

Trata-se de uma configuração a qual identifica ou cria as contas contábeis e suas equivalências automaticamente, quando constata uma nova movimentação para aquela configuração em questão. Por exemplo, pode-se citar a configuração de desdobramento/criação de contas (contábeis) bancárias (correntes).

E por que realizar o desdobramento de uma conta em determinados eventos contábeis?

Se não houvessem tais desdobramentos, seria necessário realizar inúmeros cadastrados de eventos que representassem cada situação, ou seja, cada movimentação contábil, financeira, orçamentária e controle que ocorre ou poderá vir a ocorrer.

Com o desdobramento, é possível que você informe uma conta sintética e com alguns critérios, o sistema identifica automaticamente qual a analítica. Assim, um único evento contábil, como esse por exemplo, contempla a escrituração de milhares de arrecadações em contas bancárias diferentes que a entidade possui. 


É importante ressaltar que até então as configurações contábeis (eventos contábeis, contas correntes e configurações de equivalências) eram padronizadas pela Betha para todos os municípios do Estado.
Entretanto, cada entidade possui uma particularidade em tais desdobramentos e essa padronização estadual atualmente encontra-se sob responsabilidade de cada Revenda e Filial.

Um dos aprimoramentos realizados pela equipe de Gestão do Produto é possibilitar a inclusão de contas correntes manualmente. É melhoria tem o objetivo de auxiliar na migração dos lançamentos contábeis oriundos no desktop ao manter seus valores originais.

Para isso, ao iniciar o processo de migração desses registros, deve-se primeiramente criar um Evento contábil, informando no campo Documento a opção Todos. Ao informar este dado, automaticamente a Aplicabilidade é Manual, bastando o preenchimento da Abrangência e Roteiro contábil. Perceba ainda pela imagem abaixo, que no Roteiro contábil deve existir um débito e crédito informados, mas sem especificação da Conta, ou seja, insira somente a letra X.

Assim, ao realizar a migração dos lançamentos, em cada documento no ambiente de Escriturações, será possível informar os devidos contas correntes e seu dados: 

  • Descrição;
  • Lote;
  • Débito/Crédito;
  • Valor.

 Além de possibilitar informar seus componentes e também os dados: 

  • Posição;
  • Descrição;
  • Valor.


Vale ressaltar que caso o documento seja reescriturado, as informações dos contas correntes manuais não serão atualizados. Mas ao apagar a escrituração do documento, esses serão também deletados.

É possível você realizar a busca específica por um ou mais eventos contábeis cadastrados utilizando os seguintes parâmetros demonstrados na imagem. E vale destacar que em Outras opções, o campo Documento(s), permite a pesquisa rápida e facilitada de todos os eventos que possuem esse dado em comum.

Esta funcionalidade tem por objetivo possibilitar a elaboração de regras contábeis específicas de planos de contas , como por exemplo, PCASP, bem como, a criação de definições de descartes que possam ser aplicados em documentos escrituráveis cabíveis.

Assim, este assistente terá sua regra aplicada individualmente a um documento recebido.

Para acessar o ambiente Regras de documentos, utilize o menu Configurando > Escrituração. Por meio dele é possível realizar a busca pelo cadastros realizados, bem como, editar, excluir e principalmente efetuar o cadastro.

Por meio deste botão é possibilitado o cadastro de uma nova regra para se utilizada na escrituração dos documentos. Para isso, insira uma Descrição, o Status (Descartado ou Inconsistente), bem como, informe o Documento e a Condição.

O campo Condição desta funcionalidade possibilita a construção de critérios, os quais têm alcance ao conteúdo do documentos escriturável, registros contábeis e contas correntes, e permite também a definição de uma mensagem personalizada.

O sistema permite que você realize a busca das regras cadastradas pela sua Descrição.