Gerenciador de extensões

A ferramenta Gerenciador de extensões tem por objetivo gerenciar todas as extensões, ou seja, ele gerencia tudo que foi executado, possibilitando consultar parâmetros, métricas, metadados, realizar download das informações, reexecuta e solicita assinaturas de relatórios e ainda é gera um número de protocolo que é facilmente copiado. 

Gerencia toda parte de agendamento de scripts e relatórios, possibilitando editar, excluir ou desativar. 

Controla a parte de compartilhamentos com outros usuários e grupos e ainda controla a parte de variáveis disponíveis durante as execuções dos scripts.

Para acessar a ferramenta, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito da tela dos sistemas Cloud da Betha Sistema, em seguida clique em Gerenciador de extensões.

A segunda forma de acesso é através da funcionalidade F4 localizado no menu Executando > Artefatos > Relatórios F4.

Logo após pressionar a opção Relatórios F4, clique em Gerenciador de extensões.

Os administradores das entidades possuem mais opções do que os usuários não administradores, porém, ambos têm acesso à ferramenta.

Adentrando na ferramenta é visível 4 guias: EXECUÇÕES, AGENDAMENTOS, COMPARTILHAMENTOS e VARIÁVEIS DE AMBIENTE.

Para usuários não administradores, as opções apresentadas são EXECUÇÕES e AGENDAMENTOS.

Dois campos podem ser bem utilizados e que facilitam o dia a dia dos usuários são: a opção para atualizar informações e o campo de pesquisa.

Veja abaixo detalhes das guias disponíveis na ferramenta Gerenciador de extensões.

Nesta opção existem duas alternativas de visualização quanto às execuções realizadas. 

  • Minhas execuções: usuário logado visualiza as execuções realizadas por ele;
  • Outras execuções: são apresentadas execuções realizadas por todos os usuários da entidade para aquele título.

Todas as descrições referentes às execuções são apresentadas através de colunas, possibilitando a visualização do TÍTULO, TIPO, DATA/HORA e a DURAÇÃO

Ao pressionar o ícone de engrenagem a ferramenta informa detalhadamente tudo que aconteceu na execução de um relatório ou script. 

É possível ainda visualizar os parâmetros, métricas, se a execução foi realizada como pública ou não e pode-se copiar o número do protocolo da execução.

Para visualizar as informações dos Parâmetros e Métricas, basta clicar sobre elas.

Observação: não é possível editar nenhuma informação de um script.

Ao visualizar as informações de um relatório, outras informações são apresentadas além dos que já foram apresentadas na opção de scripts. O usuário pode mandar reexecutar um relatório, solicitar assinatura e visualizar metadados. 

Observe as opções na imagem abaixo.

Passando o mouse nas informações das execuções, um ícone fica visível, parando o mouse em cima do mesmo, informações aparecem para o usuário.

Nesta opção exibe todos os agendamentos realizados pelos usuários, ou seja, mostra os agendamentos da pessoa que está logada, mais os agendamentos de outros usuários da entidade. 

Em AGENDAMENTOS > Desativados (acesso removido), serão apresentados todos os agendamentos desativados pelos usuários e também será exibido os acessos removidos.

As informações quanto aos agendamentos estão distribuídas em cinco colunas: AGENDAMENTO, TIPO, ÚLTIMA EXECUÇÃO, PRÓXIMA EXECUÇÃO e STATUS

Nos três pontos localizado no canto direito da tela, encontram-se as opções: Editar, Excluir e Desativar.

No item Compartilhamentos, o usuário consegue visualizar e examinar todos os scripts e relatórios compartilhados com ele. Essas informações ficam disponíveis em abas separadas para facilitar a localização.

A visualização dos relatórios e scripts funcionam da mesma maneira, portanto, as informações  ficam alocadas em duas colunas e é possível analisar tudo que já foi compartilhado com o usuário.

Na primeira coluna são listados todos os relatórios ou scripts, na segunda é mostrado se a informação anterior é compartilhada por usuários ou grupos (os grupos são cadastrados na ferramenta Gerenciador de acessos, para mais detalhes clique aqui).

Ao lado de cada informação tem três pontinhos, ali encontram-se outras duas ações disponíveis, Editar e Excluir.

Perceba que existe um ícone de engrenagem nessa janela, pois é através deste que o usuário pode configurar os compartilhamentos para relatórios e scripts.

Ao clicar no ícone de engrenagem, uma nova janela será aberta. Aqui é necessário informar o tipo de usuário que terá acesso a informação, ou seja, é preciso escolher entre Usuário ou Grupo. No campo Quem, escolha os nomes dos usuários ou grupos, clique no botão +ADICIONAR, em seguida pressione CONCLUIR.

Ainda nessa janela existe um parâmetro que quando habilitado, todos os scripts e relatórios são  compartilhados com todos os usuários da entidade. Para compartilhar com todos, habilite o parâmetro e clique em CONCLUIR.

O usuário tem a opção de compartilhar relatórios e scripts através do botão +COMPARTILHAMENTO.

Este recurso é útil para que dados como credenciais, endereços dentre outros, não sejam definidos diretamente dentro de um script. Através do recurso de variáveis de ambiente é possível que estas variáveis sejam inclusive configuradas para cada cliente. Para utilizar uma variável de ambiente basta configurá-la no menu específico e referenciá-la dentro de um script, o que deve ser alinhado com o desenvolvedor do mesmo.

Para inserir novas variáveis, pressione o botão +VARIÁVEL.

Insira uma chave e um valor. É possível ainda deixar a chave secreta ou padrão, para isso basta clicar no ícone de cadeado. 

Em seguida clique no botão SALVAR para gravar as informações.

O usuário tem a possibilidade de editar ou excluir uma variável por meio dos ícones de lápis e lixeira.

Algumas restrições são apresentadas caso o usuário não siga as orientações adequadas no cadastramento das variáveis, uma mensagem aparecerá no topo da tela informando quais os requisitos precisa ter. Observe na imagem abaixo o que deve conter para se tornar válido uma variável.

Quando um script é flexibilizado para um cliente, é necessário configurar as variáveis de ambiente utilizadas pelo script dentro do Gerenciador de extensões > VARIÁVEIS DE AMBIENTE.

Perceba na imagem abaixo que em todas as linhas são apresentados a palavra Variável e após sua chave. Isso significa que cada vez que chamar um valor dessa lista de variável será inserido da seguinte maneira:

‘Variavel.’ + a chave cadastrada.