Integração entre os sistemas Tributos (Cloud) x Contabilidade (Desktop)

Este manual tem por finalidade orientar a técnicos e usuários na configuração e processo da interação do Tributos (Cloud) com o Contabilidade (Desktop). Ela tem como objetivo possibilitar a interação com o sistema contábil de valores arrecadados assim como os descontos, incentivos e renúncias a ele aplicado.

Para que seja possível efetuar a interação torna-se necessário orquestrar alguns scripts e componentes: 

O Tributos (Cloud) não possui cadastro de rubricas e nem a ligação de convênios com as contas contábeis, para isso,  é necessário  criar esses cadastros no tributos, visando facilitar a criação destes cadastros foram configurados os seguintes scripts:

  • [Tributos]Conta Contábil (Integração Desktop) – Como é de conhecimento  o Tributos (Cloud) não possui em seu cadastro de convênios campos para vincular  os códigos sequenciais das contas contábeis do sistema de Contabilidade desktop (SAPO), logo, para que a integração seja possível torna-se necessário criar este cadastro, para isso é importante orquestrar este  script que irá por sua vez criar o cadastro automaticamente e caso desejar já efetuar a importação do arquivo contendo os dados da contábil e seus vínculos com os créditos tributários e convênios.

1.1 Ao executar, o sistema cria por meio  do menu Configurando >  Tabelas >  Cadastros gerais o cadastro de contas contábeis e seus dados caso seja importado o arquivo.

Caso não seja importado o arquivo, o sistema cria o cadastro  com créditos tributários para já cadastrados no cloud como sugestão, porém deve ser complementado com as demais informações.

As informações obrigatórias para o funcionamento da integração são: 

  • Número da contábil 
  • Tipo de Arrecadação
  • ID do crédito tributário no Tributos Cloud
    1. Muito Importante   quando se tratar de “tipolancto” = “TRIBUTO” e o tipo de receita descrição: 
      1. JURO_FINANCIAMENTO
        1. Crédito e receita no Tributos (Cloud) sempre terão código ‘1’
        2. A Descrição do crédito e da receita será ‘Juros deFinancimento’
      2. CORRECAO_PREFIXADA
        1. Crédito e receita no Tributos (Cloud) sempre terão código ‘2’
        2. A Descrição do crédito e da receita será ‘CorreçãoPrefixada’.
      3. TAXA_PARCELAMENTO
        1. Crédito e receita no tributos cloud sempre terão código‘3’
        2. Descrição do crédito e da receita será ‘CorreçãoPrefixada’.
      4. TAXA_EMISSAO_GUIA
        1. Crédito e receita no tributos cloud sempre terão código‘4’
        2. A Descrição do crédito e da receita será ‘Taxa de emissão de guia’.
        3. Código da entidade no desktop (001,002,etc..)
  • Código da entidade no desktop (001,002,etc..)
  • Ano da conta contábil
  • Descrição do convênio no Tributos (Cloud)

Caso venha a ser importado arquivo este pode ser gerado a partir do Tributos (Desktop), utilizando o gerenciador de arqJobs conforme imagem abaixo : 

  • O nome do arquivo é padrão, o próprio arqjoblet gera este nome como   “contasContabeisCloud.txt”;
  • O  caminho onde será gravado é de escolha do usuário;
  • A geração do arquivo somente pode ocorrer depois de concluída a migração para o Tributos Cloud.
  • Caso não exista contas contábeis cadastradas devem ser cadastradas antes da execução do arqjoblet .

 Caso não seja possível  efetuar a geração  pelo arqjoblet e ainda sim queria se utilizar de um arquivo de importação de conta contábil, este arquivo deve ser criado obedecendo o layout

  • Importante salientar que ao importar o arquivo customizado o script irá buscar o crédito tributário e o convênio cadastrado no Tributos (Cloud), caso estes estejam nulos, logo o arquivo deve possuir todas informações obrigatórias corretas, ou conter o código da receita do Tributos (Desktop) no arquivo, caso contrário o técnico responsável deverá também customizar o script de importação de conta contábeis
  • O arquivo deve separar cada coluna por ‘;’  e ter extensões ‘.txt’ ou ‘.csv’, conforme exemplo abaixo:

103614;N;;142111;200;001;2020;ISS Ofício;56724

Onde :

Conta Contábil                                     = 103614 

Tipo de arrecadação                            =    N   

Histórico                                              =  vazio 

Código do crédito no cloud                 142111

Código receita do Tributos (Desktop) =   200

Número da entidade no contábil        =   001

Ano da conta Contábil                        =   2020

Descrição do crédito no cloud            =   ISS Ofício

Convênio                                            =   56724 

  1. [Tributos]Rubricas (Integração Desktop) – O cadastro de rubricas também é outro cadastro ausente no Tributos (Cloud), porém de suma importância para a integração  das arrecadações com a contabilidade Desktop(sapo), então, assim como ocorreu com o cadastro de contas contábeis deve se orquestrado o script para criação do cadastro de rubricas e importação de dados por arquivo (opcional).

2.1 Ao executar o sistema cria  no menu Configurando >>  Tabelas >>  Cadastros gerais o cadastro de rubricas e seus dados caso importado o arquivo.

Caso não importado o arquivo as informações deverão ser inseridas manualmente no cadastro abaixo :

As informações obrigatórias para o funcionamento da integração são: 

  • Ano
  • Rubrica
  • Forma de contabilização
  • Tipo de lançamento, de acordo com a rubrica pode ser: 
  1. TRIBUTO
  2.  CORREÇÃO
  3.  JUROS
  4.  MULTA
  5.  RENUNCIA_TRIBUTO
  6.  RENUNCIA_JURO
  7.  RENUNCIA_MULTA
  8.  RENUNCIA_CORRECAO
  9.  RENUNCIA_TRIBUTO_DIVIDA
  10. RENUNCIA_JURO_DIVIDA
  11. RENUNCIA_MULTA_DIVIDA
  12. RENUNCIA_CORRECAO_DIVIDA
  13. DESCONTO_TRIBUTO
  14. DESCONTO_JURO
  15. DESCONTO_MULTA
  16. DESCONTO_CORRECAO
  17. DESCONTO_TRIBUTO_DIVIDA
  18. DESCONTO_JURO_DIVIDA
  19. DESCONTO_MULTA_DIVIDA
  20. DESCONTO_CORRECAO_DIVIDA
  21. IMUNIDADE
  22. INCENTIVO
  23. ISENÇÃO
  24. REMISSÃO
  25. DIVIDA_TRIBUTARIA
  26. JUROS_DIVIDA_TRIBUTARIA
  27. MULTA_DIVIDA_TRIBUTARIA
  28. CORRECAO_DIVIDA_TRIBUTARIA
  29. DIVIDA_NAO_TRIBUTARIA
  30. JUROS_DIVIDA_NAO_TRIBUTARIA
  31. MULTA_DIVIDA_NAO_TRIBUTARIA
  32. CORRECAO_DIVIDA_NAO_TRIBUTARIA

OBS:  Essa classificação da rubrica deve estar descrita tal qual a informação acima.

  • ID da receita no Tributos Cloud
  • Muito Importante   quando se tratar de “tipolancto” = “TRIBUTO” e o tipo de receita descrição:
    1. JURO_FINANCIAMENTO
      1. Crédito e receita no Tributos (Cloud) sempre terão código ‘1’
      2. A Descrição do crédito e da receita será ‘Juros deFinancimento’
    2. CORRECAO_PREFIXADA
      1. Crédito e receita no Tributos (Cloud) sempre terão código ‘2’
      2. A Descrição do crédito e da receita será ‘CorreçãoPrefixada’.
    3. TAXA_PARCELAMENTO
      1. Crédito e receita no tributos cloud sempre terão código‘3’
      2. Descrição do crédito e da receita será ‘CorreçãoPrefixada’.
    4. TAXA_EMISSAO_GUIA
      1. Crédito e receita no tributos cloud sempre terão código‘4’
      2. A Descrição do crédito e da receita será ‘Taxa de emissão de guia’.

Caso venha a ser importado arquivo este pode ser gerado a partir do Tributos (Desktop), utilizando o gerenciador de arqJobs conforme imagem abaixo:

  • O nome do arquivo é padrão, o próprio arqjoblet gera este nome como   “rubricasCloud.txt”;
  • O  caminho onde será gravado é de escolha do usuário;
  • A geração do arquivo somente pode ocorrer depois de concluída a migração para o Tributos Cloud;
  • Caso não exista rubricas cadastradas devem ser cadastradas antes da execução do arqjoblet .

 Caso não seja possível  efetuar a geração  pelo arqjoblet e ainda sim queira se utilizar de um arquivo de importação de conta contábil, este arquivo deve ser criado obedecendo o layout abaixo:

  • Importante salientar que ao importar o arquivo customizado o script irá buscar a receita do crédito tributário cadastrado no Tributos Cloud caso este esteja nulo, logo o arquivo deve possuir todas informações obrigatórias corretas, ou conter o código da sub-receita do Tributos Desktop no arquivo, caso contrário o técnico responsável deverá também customizar o script de importação de rubricas.
  • O arquivo deve separar cada coluna por ‘;’  e ter extensões ‘.txt’ ou ‘.csv’, conforme exemplo abaixo :

2020;411180112010000;Imposto Predial Territorial- Multas e Juros;N;JUROS;30002;152848;Oficial;;001

Onde :

Ano da rubrica  = 2020

Rubrica  =    411180112010000  

Descrição da rubrica     =  Imposto Predial Territorial- Multas e Juros 

Forma Contabilização  =  N

Tipo de lançamento Tributos (Cloud    JUROS

Código da sub-receita do Tributos (Desktop)  =   30002

Código da receita no Tributos (Cloud)   =   152848

 Descrição receita Tributos (Cloud)    =   Oficial

Conta contábil das rubricas     =   vazio 

Entidade       =   001

Ao executar o script [Tributos]Rubricas (Integração Desktop) o sistema também cria o cadastro de configuração da integração desktop nesta configuração é possível determinar se a integração irá contemplar a receita e dedução ou somente receita, assim como inserir  o token de migração que permitirá efetuar a troca de situação de integração de Pendente para Contabilizado .

Responsável por  efetuar a geração do arquivo a ser importado na contabilidade desktop tanto para arrecadação quanto para estorno.

  1. [Tributos] Integração Arrecadação Contábil Desktop – É o script principal quando utilizada a integração contábil enviando as receitas arrecadadas  e as  deduções(de acordo com a configuração da integração efetuada). 

Observações:

  1. Efetue a configuração do modelo de integração a ser utilizado conforme figuras abaixo:
  1. [Tributos] Integração contábil desktop – utilitários: Script do tipo componente que ao ser executado busca informações para integrar os dados com o contábil enviando os descontos e demais deduções aplicadas (de acordo com a configuração da integração efetuada).
  1. [Tributos] Integração Contábil – Utilitários: Este componente é padrão do sistema para qualquer  tipo de interação com sistemas contábeis (Cloud ou desktop).

O script [Tributos] Integração Arrecadação Contabil Desktop (Receitas e Deduções) ou [Tributos] Integração Arrecadação Contabil Desktop (Receitas e Deduções) são responsáveis por gerar o arquivo contendo os lançamentos arrecadados e que serão importados pelo arqjob do sistema Contabilidade (Desktop).

O arquivo segue as regras de formatação de acordo com o layout de importação abaixo:

Notas importantes:

  1. O estorno de arrecadação poderá ser feito, porém inicialmente não há interação, tendo a anulação no Contabilidade (Desktop) que será feita manualmente.
  2.  O layout acima é baseado no arqjob criado pelo setor contábil
  3. O seguimento ‘G’ para envio dos contribuintes não está disponível para a versão atual.
  • A geração do arquivo se dá pela própria janela de integração contábil, ao clicar em enviar o sistema executa os scripts configurados e gera o arquivo das arrecadações selecionadas.
  • Após finalizar o processo o arquivo será gerado e deve ser salvo em um lugar na máquina:

Após salvar o arquivo deve ser importado para o Contabilidade (Desktop) sem a necessidade de descompactar.

Uma vez importado com sucesso pode ser verificado no Contabilidade (Desktop) se as integrações foram importadas de acordo com o esperado.

Notas importantes:

  1. O arqjob irá criar uma pasta onde irá guardar os arquivos descompactados: “c:\TributosCloud\Arrecadaçao”
  2. O arqjob irá somente importar arquivos com nome arrecadacao+ codigo entidade(SAPO) + data e hora da geração do arquivo.txt;

Após a contabilização efetuada o arqjob de interação efetua a geração de um arquivo que contém o código de arrecadação, informação está imprescindível para efetuar o estorno de arrecadações (anulações) no sistema Contabilidade (Desktop).

  1. O arquivo será gerado automaticamente pelo sistema Contabilidade (Desktop) através do mesmo arqjob de importação da arrecadação.
  2. O arquivo contém a descrição ID_cloudXXXXXXXX.txt, sendo o ‘x’ substituído pelo código da interação gerada pelo Tributos (Cloud).
  3. O arquivo ficará localizado em: “C:\TributosCloud\Arrecadaçao\Retorno_Cloud\”
  4. Este arquivo deve ser importado no sistema Tributos (Cloud) através do script Importa Arrecadação (SAPO) após cada interação efetuada, caso contrário não será possível efetuar o estorno.
  5. A tabela auxiliar responsável por conter as informações após a importação é a “Retorno Arrecadações SAPO”.
  6. As informações somente serão usadas quando se tratar de estorno de arrecadação.

Após a contabilização efetuada o arqjob de interação efetua a geração de um arquivo que contém o código da receita lançada, informação está imprescindível para efetuar o estorno das receitas lançadas(anulações) no sistema Contabilidade (Desktop).

  1. O arquivo será gerado automaticamente pelo sistema Contabilidade (Desktop) através do mesmo arqjob de importação da receita lançada.
  2. O arquivo contém a descrição ID_cloudXXXXXXXX.txt, sendo o ‘x’ substituído pelo código da interação gerada pelo Tributos (Cloud).
  3. O arquivo ficará localizado em: “C:\TributosCloud\ReceitaLancada\Retorno_Cloud\”
  4. Este arquivo deve ser importado no sistema Tributos (Cloud) através do script Importa Arrecadação (SAPO) após cada interação efetuada, caso contrário não será possível efetuar o estorno.
  5. A tabela auxiliar responsável por conter as informações após a importação é a “Retorno Arrecadações SAPO”.
  6. As informações somente serão usadas quando se tratar de estorno da receita lançada.

Caso deseje baixar o manual, clique no botão Baixar.