– Boas práticas na utilização de matrizes curriculares

Identificamos durante esse ano que alguns clientes precisaram, por algum motivo, alterar as matrizes curriculares de sua base. Seja para alterar a carga horária que estava incorreta, ou a necessidade de adicionar ou remover um componente curricular de alguma etapa de ensino.

Em decorrência disso, queremos deixar claro que as alterações realizadas nas matrizes curriculares que já estão em uso, impactam em todas as matrículas dos alunos que possuem vínculo com essa matriz e em todos os anos letivos.

Sendo assim, com o encerramento do ano letivo, orientamos que todos os detalhes das matrizes curriculares que serão utilizadas no próximo ano sejam validados. Caso, haja mudança de alguma informação, se faz necessário o cadastro de uma Nova Matriz curricular, e nenhum dado da matriz curricular usada anteriormente, seja alterado.

Fique ligado nas orientações abaixo e mantenha íntegros os dados do seu estabelecimento!

  • A carga horária da matriz impacta diretamente no cálculo da frequência dos alunos, sendo assim, não deve ser alterada após ter matrículas vinculadas a ela;
  • Sempre que a carga horária da matriz mudar ou houver a necessidade de inserir ou remover um novo componente curricular, é necessário o cadastro de uma nova matriz. (Isso quando a matriz já estiver vinculada a matrícula de alunos);
  • O processo de preparação do ano letivo, não realiza a cópia de matriz curricular. Isso porque a matriz não é específica de um ano;
  • Quando a escola oferece etapas de ensino para meio período e período integral, o ideal é que existam matrizes diferentes com as devidas cargas horárias.