Como realizar o Início do Exercício no Contabilidade (Desktop)



Certifique-se:

  • que o plano de contas configurado condiz com o plano de contas utilizado pela UF;
  • o correto procedimento de início do exercício;
  • a integridade dos dados transferidos;
  • a integridade dos lançamentos do novo exercício conforme roteiro contábil proposto pelo Tribunal de Contas.

Veja o resumo dos procedimentos para o correto início do exercício...

PASSO 1

Certificar o procedimento de Início do Exercício

PASSO 2

Conheça a etapa Validações

PASSO 3

Conheça a etapa Importações

PASSO 4

Conheça a etapa Início do exercício

PASSO 5

Realize o Início do Exercício

PASSO 6

Conferência dos dados transferidos

PASSO 7

Conferência dos lançamentos contábeis conforme roteiro proposto pelo TCE


Acessar o Manual de Encerramento do Exercício

Para garantir o início do exercício adequado, os seguintes procedimentos deverão ser realizados. Vale destacar que os dois primeiros itens são de caráter técnico e realizados pelos profissionais das Revendas e Filiais.

Pois são todos gerados por eventos iniciados em 99.1.9XX. No Sapo Utilitários, em Cadastros > Tipos de Validação do Início é possível visualizar todas as fases de início e cada uma delas, comentários indicam os lançamentos que são realizados.

Quando existirem os roteiros publicados pelo TCE, você deve verificar se os lançamentos existentes no sistema estão de acordo com os propostos pelo Tribunal.

Por meio do menu Utilitários > Importar Dados Iniciais, os arquivos abaixo deverão ser importados pois são necessários para o início do exercício e configuração contábil.


Vale destacar que a importação de algum(ns) arquivo(s) abaixo não é necessária, pois deve ser realizada conforme a solicitaçao de cada estado.
Assim, basta que você não efetue a marcação para a importação dos respectivos arquivos.

    • Classificação de contas;
    • Configuração de contas automáticas;
    • Encerramento e início do exercício de exercício;
    • Encerramento e Início de exercício da Matriz;
    • Classificação por elementos;
    • Eventos Contábeis;
    • Tipos de compromissos;
    • Relacionamento de VPA e rubricas;
    • Relacionamento de VPD e elementos;
    • Configuração de validação;
    • Classificação de Rubricas;
    • Configuração de Conta Corrente Siconfi;
    • Configuração de Equivalência;
    • Consultas de Banco Federal;
    • Configuração de Validação Federal;
    • Configuração de Validação;
    • Contas – esta opção deverá ser importada somente após a execução da etapa de início do exercício, no qual será solicitada a importação por meio da validação abaixo. Veja:

Esta fase é obrigatória, pois é por meio dela que o sistema valida informações importantes como versões de arquivos de configuração de lançamentos, data contábil, entre outros.

Nesta fase são executadas todas as pré-validações padrões do sistema, conforme configurações para cada Estado.

Por meio desta rotina, são importadas as Receitas e Despesas da LOA do Planejamento caso não existam no Contabilidade. Para tanto, o sistema verifica antecipadamente se:

  •  A LOA está aprovada;
  • Sincronização realizada;
  • Importação dos Programas, Aplicações de Recursos, Detalhamentos, entre outros.

Por meio desta etapa também são geradas as contas vinculadas aos cadastros.

Nesta etapa o sistema efetua a cópia dos dados adicionais vinculados às contas do ano anterior para as contas do novo exercício.

Neste processo são importados os empenhos anteriores e ordens anteriores com saldo para o novo exercício. Juntamente com estas informações, são replicados também os itens das ordens de pagamento para os estados que utilizam, bem como, o rateio para essas ordens de pagamentos referentes a consórcios, vencimentos e documentos fiscais.

Por meio deste processo o sistema importa os registros Em liquidação com saldo para o novo exercício.

Quando a geração de contas de cadastros ainda não foi efetuada por meio da funcionalidade Importar o orçamento para o novo exercício, ao selecionar esta etapa, o sistema executa a respectiva geração, a qual pode ser igualmente realizada pelo Módulo Financeiro > Utilitários > Gerar contas de cadastros. São gerados as contas de elementos, rubricas, contratos de dívida, contratos e convênios.

Na etapa Processos opcionais, como o próprio nome diz, permitem que você selecione ou não a opção que deseja, conforme sua necessidade.

Nesta rotina o sistema exclui os restos a pagar inseridos anteriormente pela rotina Transferir as ordens de pagamento em aberto para o cadastro de restos a pagar no novo exercício.

Por meio deste processo o sistema exclui as despesas extras inseridas anteriormente pela rotina Transferir as ordens de pagamento em aberto para o cadastro de restos a pagar no novo exercício.

Nesta etapa o sistema insere automaticamente os restos a pagar no novo exercício a partir das ordens de pagamento em aberto, ou seja, as ordens sem data de pagamento e que não tenham sido geradas automaticamente pelo sistema no ano anterior.

Ao selecionar este processo, o sistema insere automaticamente as despesas extras do ano anterior no novo exercício a partir daquelas em aberto, ou seja, as despesas extras sem data de pagamento.

Por meio desta etapa, o sistema insere os dados nos cadastros de Despesas anteriores, Despesas anteriores do Legislativo e Receitas anteriores, os quais podem ser acessados pelo Módulo Orçamentário > Arquivos