Disponibilizada funcionalidade para reenvio manual das guias de pagamento para integração com o Tributos (Cloud)

Visando facilitar a rotina do usuário foi disponibilizado uma funcionalidade no sistema E-Nota, que permite realizar manualmente o envio da guia de pagamento para integração com o Tributos (Cloud), de toda guia gerada pelo e-Nota, e que por algum motivo foi recusada pelo sistema Tributos (Cloud). Ela pode ser utilizada por meio do menu  Módulo Fiscal > Processos > Manutenções guias de pagamento > Integrar guia de pagamento (Tributos Cloud).

Nesta tela, estarão disponíveis as listagens de integração, constando o CPF/CNPJ, o nome do Prestador, o número da guia, o número da baixa e o erro de integração. Para realizar a integração com o Tributos Cloud, você deve assinar a guia de pagamento desejada e clicar no botão Integrar.

Você também pode realizar a busca do prestador desejado e verificar se existe alguma guia de pagamento do mesmo que ainda não foi integrada.

Caso seja demonstrado algum erro de integração que já esteja solucionado, você poderá utilizar o botão Marcar como integrado, para indicar ao sistema que a respectiva integração não precisa ser realizada, e consequentemente, não precisará mais ser exibida em tela. 

É importante ressaltar, que além da integração manual da guia, foi disponibilizado um processo que será executado internamente pelo sistema uma vez ao dia, com o objetivo de buscar todos os erros de integração de guias ocorridos e realizará a tentativa de reenvio para o sistema Tributos (Cloud) de forma automática durante a noite. 

Adequado processo para exportação de informações do pleito 2020

Atendendo à solicitação do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, agora, foi disponibilizado ao fisco municipal realizar a exportação das notas fiscais emitidas pelos candidatos e partidos políticos por meio do menu Módulo Fiscal > Processos > Exportação de Notas > Notas TSE.

 

Por meio dessa tela, você pode selecionar o pleito eleitoral de 2020 e o período desejado, gerando assim, uma listagem das notas emitidas relativas a gastos eleitorais de candidatos e partidos políticos.

Após isso, basta você realizar o envio do arquivo por meio do sistema de validação e envio de dados (FiscalizaJE) ao Tribunal.